Fonoaudiologia

A Fonoaudiologia tem como objeto de estudo a comunicação humana, no que se refere ao seu desenvolvimento, aperfeiçoamento, distúrbios e diferenças, em relação aos aspectos envolvidos na função auditiva periférica e central, na função vestibular, na função cognitiva, na linguagem oral e escrita, na fala, na fluência, na voz, nas funções orofaciais e na deglutição, em indivíduos de todas as idades.

Como a Fonoaudiologia pode atuar em cada fase:

Maternidade e Infância - Orientação familiar sobre a aquisição e desenvolvimento da comunicação oral, aleitamento materno, uso da chupeta, intervenção direta com recém nascidos com achados fonoaudiológicos; atuação em pré-escolas e escolas; na disfluência (gagueira). Também em intervenção precoce em crianças com alterações decorrentes de síndromes, alterações neurológicas ou prematuros.

Adolescência - Focaliza os processos comunicativos, acadêmicos e as interações pessoais/sociais; atua nas desordens da comunicação tanto orais quanto escritas.

Adulto - Direcionada a saúde ocupacional, para orientar modificações acústicas em locais de ruído constante e reduzir riscos; colabora para que o trabalhador afastado retorne as atividades; atuação direta por distúrbios vocais e de fala.

Idoso - Programas preventivos que incentivem a comunicação; reabilitação de AVE (Acidente Vascular Encefálico).